Artigo – Paulo Russo

Paulo RussoO contrabaixista Paulo Russo, um dos maiores nomes do instrumento (acústico) – no Brasil e no mundo, também é compositor e arranjador. Russo tem mais de 30 anos de sólida carreira no cenário musical brasileiro e internacional. Natural do Rio de Janeiro, desde cedo foi fascinado pelo som de Miles Davis e Bill Evans. Iniciou sua carreira, em 1966, na orquestra de Bob Fleming (pseudônimo de Zito Righi), com a qual permaneceu por sete anos.

No início dos anos 70, Russo passou a integrar o grupo do legendário saxofonista Vitor Assis Brasil, com quem gravou três álbuns, hoje tidos como clássicos do jazz nacional. Integrou o famoso quarteto de Victor, no primeiro Montreux Jazz Festival, em 1978. Atuando, desde então, em concertos e festivais no mundo afora, dividiu o palco e gravou centenas de vezes com os principais nomes da música instrumental e vocal. Entre eles: os violonistas e guitarristas Pat Metheny, Hélio Delmiro e Toquinho.

Sua avançada concepção harmônico-funcional do contrabaixo aliada à técnica apuradíssima e refinada, despertou a atenção e a admiração de jazzmen do quilate de Tony Willians, David Liebeman e Joe Farrel, bem como de críticos consagrados como Leonard Feather, autor da “Biográfica Encydopedia Of Jazz”, Tarik de Souza, Luis Orlando Carneiro e Jose Domingues Rafaelli que disseram: “Paulo Russo é um dos melhores baixistas brasileiros de todos os tempos, cuja inventividade, virtuosismo técnico e recursos aparentemente ilimitados permitem-lhe executar qualquer frase ou idéia que imagine. Ele é um dos mais influentes da escola moderna do baixo entre nós. Seus solos ousados, repletos de surpreendentes alterações de dinâmica, deixam o ouvinte sempre em suspense aguardando o que virá a seguir. Seus dedos extraem ricas e imaginativas sonoridades que variam do lírico ao vigoroso, utilizando o polegar da mão esquerda para bruscas acentuações que funcionam como sucintos comentários rítmicos para as improvisações, interagindo com os companheiros. Só ouvindo para acreditar”. Para Jose Domingues Rafaelli “Dispensa maiores apresentações. É o mais técnico, refinado e experiente contrabaixista de jazz em atividade no país”.

Atualmente o Contrabaixista comanda o Paulo Russo Trio, formado por Kiko Freitas e Rafael Vernet, no piano.

Fonte: Luiz Orlando Carneiro – Jornal do Brasil.

[Voltar]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s